(re)Definições


"Não confundas o amor com o delírio da posse, que acarreta os piores sofrimentos. Porque, contrariamente à opinião comum, o amor não faz sofrer. O instinto de propriedade, que é o contrário do amor, esse é que faz sofrer.   

Eu sei assim reconhecer aquele que ama verdadeiramente: é que ele não pode ser prejudicado. O amor verdadeiro começa lá onde não se espera mais nada em troca." 

Antoine de Saint-Exupéry, in "Cidadela"

É complicado definir algo que não conhecemos, se o Toine diz que é assim, eu acredito! Não sei se realmente é assim, tenho a ligeira impressão que não, mas sonhar não faz mal.

Nesse caso, não ficarei a desesperar...


3 comentários:

  1. Não tenho grande coisa a comentar... =x

    ResponderEliminar
  2. @Rose: também não há grande coisa a comentar x)

    ResponderEliminar
  3. Muito bem dito sim senhor!

    Haja mais alguém a achar o mesmo xD

    ResponderEliminar